Troca dos casquilhos.

Embora seja uma operação relativamente simples, pode-se tornar chata e suja…
Etapas:

Retirar os tampões da rodas dianteiras.
Retirar o freio e a anilha retentora da porca da transmissão, com uma chave de caixa n. 36 desapertar a porca da transmissão, sem a retirar.
Elevar a viatura à altura máxima, colocar preguiças nos apoios dianteiros, colocar calços nas rodas traseiras. (é preciso não esquecer que o travão de estacionamento actua nas rodas da frente, e como elas vão ficar no ar, a viatura não está travada e pode cair quando se fizer algum esforço para desmontar alguma peça), colocar o comando de altura na posição mínima.
Retirar as porcas da transmissão, desapertar os parafusos da rótula inferior da manga de eixo e solta-la.
Puxar a manga de eixo para cima e mante-la com um suporte numa posição elevada (isto facilita a extracção do braço inferior)
Desapertar a porca do parafuso que prende o braço inferior ao carrion, extrair o parafuso, não esquecendo de anotar as posições das anilhas que estão entre o braço e o charrion.
Retirar o braço do charrion, se ele estiver muito preso, torcer para um lado e para outro.
Para retirar os casquilhos velhos, o sistema mais rápido consiste em retirar as metades interiores dos casquilhos e depois utilizar um maçarico de forma a queimar a borracha da metade exterior do casquilho.
Deve-se lavar bem o braço e eliminar os restos de borracha queimada que a ele possam estar colados.
Para colocar os casquilhos novos deve-se usar uma prensa, no caso de ela não existir usa-se o parafuso que prende o braço, e vai-se apertando com a porca e anilhas que se tem de arranjar para o efeito (Se os casquilhos ficarem mal comprimidos no braço, a tarefa de o montar no charrion pode ser quase impossível).
Montar o braço no charrion, não esquecendo de recolocar as anilhas na posição idêntica à que tinham ao ser desmontadas. Apertar firmemente o parafuso e a porca.
Seguidamente proceder inversamente ao processo de desmontagem do resto das peças.